Última hora

Última hora

General de Kaddafi junta-se aos rebeldes na cidade sitiada de Misrata

Em leitura:

General de Kaddafi junta-se aos rebeldes na cidade sitiada de Misrata

Tamanho do texto Aa Aa

Um general de Kaddafi junta-se à rebelião na cidade de Misrata, cercada e bombardeada há 40 dias pelas tropas fiéis ao regime líbio.

Os rebeldes difundiram hoje um vídeo onde Ali Atallah al-Obeidi afirma ter abraçado a causa dos rebeldes, depois de ter desertado a força aérea em Tripoli.

Um anúncio que surge num momento que a NATO é acusada pelos combatentes de ter abandonado a cidade de Misrata, a única zona controlada pelos rebeldes a Oeste do país.

Numa conferência de imprensa na cidade de Bengasi, o general dissidente e ex-ministro do Interior Abdel Fattah Younes afirmou que “a NATO não fez o necessário. Se quisesse libertar Misrata, já o teria feito. Se a NATO esperar mais uma semana, será o fim de Misrata e não haverá mais civis. Todos os habitantes morrerão e a comunidade internacional irá carregar a responsabilidade por esse crime”.

Um porta-voz dos rebeldes disse que, só esta terça-feira, as forças leais a Kaddafi bombardearam durante sete horas a terceira maior cidade do país, 220 quilómetros a Leste da capital, Tripoli.

As declarações dos rebeldes surgem poucas horas depois da Aliança Atlântica, que assumiu o controlo das operações internacionais a 31 de Março, ter definido a proteção de Misrata como a prioridade número 1 da coligação internacional.