Última hora

Última hora

Corte nas despesas a discórdia que pode parar o governo Obama

Em leitura:

Corte nas despesas a discórdia que pode parar o governo Obama

Tamanho do texto Aa Aa

A pouco horas de uma previsível paralisia da administração norte-americana, Barack Obama anunciou na última noite progressos nas negociações em torno da aprovação do orçamento.

No entanto, o Presidente dos Estados Unidos deixou claro que ainda não há acordo.

Os democratas dizem que os republicanos de querem fazer cair o governo porque pensam que não há nada mais importante que manter as consultas das mulheres para a despistaegm do cancro. Isto não se pode defender, homens e mulheres devem sentir-se ultrajados”

O principal ponto de discórdia está relacionado com a redução de despesas. Os republicanos exigem um corte de 61 mil milhões de dólares , enquanto os democratas aceitam apenas uma redução de 33 mil milhões de dólares.

John Boehner, fala pelos republicanos e diz que até agora a única razão pela ainda não chegaram a acordo tem a ver com o problema das despesas.

Caso persista a falta de acordo, a administração e os seus serviços essenciais ficarão paralisados, o que significa uma suspensão de 800.000 funcionários federais.