Última hora

Última hora

Costa do Marfim: Ouattara anuncia "bloqueio" à residência de Gbagbo

Em leitura:

Costa do Marfim: Ouattara anuncia "bloqueio" à residência de Gbagbo

Tamanho do texto Aa Aa

Com o presidente cessante da Costa do Marfim entrincheirado e cercado em Abidjan, o chefe de Estado eleito e reconhecido internacionalmente assume as rédeas do país na televisão estatal.

Alassane Ouattara apelou à reconciliação e à unidade nacional com vista a um regresso à normalidade.

As forças do presidente eleito anunciaram a captura de centenas de homens que protegiam a residência de Laurent Gbagbo em Abidjan.

Na primeira alocução televisiva desde que as suas tropas lançaram o assalto sobre a capital económica do país, Ouattara frisou que “foi estabelecido um bloqueio” em volta do “bunker” onde se encontra “entrincheirado Gbagbo”, protegido por “mercenários e armas pesadas”, com o objetivo de “garantir a segurança dos habitantesdo bairro”.

O presidente eleito pediu ao governo que se ocupe da “segurança” de Abidjan e aliviou o recolher obrigatório.

As tropas francesas da missão Licorne continuam mobilizadas na proteção e evacuação de expatriados.

Ouattara apelou ainda ao levantamento das sanções europeias sobre vários portos e à reabertura dos bancos para permitir o pagamento de salários. A respeito das informações de massacres cometidos pelas suas forças no oeste do país, Ouattara prometeu que “os autores dos crimes serão punidos”.