Última hora

Última hora

Edward McMillan-Scott: "Estrasburgo é uma cidade do passado"

Em leitura:

Edward McMillan-Scott: "Estrasburgo é uma cidade do passado"

Tamanho do texto Aa Aa

Europeísta convicto, mas acima de tudo um homem prático, o britânico Edward McMillan-Scott intensifica a luta em nome de uma só sede do Parlamento Europeu, em Bruxelas.

Cansado do vaivém constante entre a capital belga e Estrasburgo, o eurodeputado garante que um único edifício permitiria poupar 180 milhões de euros por ano e evitar a emissão, anual, de 19 mil toneladas de dióxido carbono: “Até ao mês passado, os autocarros costumavam vir até aqui com grupos de visitantes, mas porque agora a superfície está a ceder, já não estão autorizados a vir até aqui. É um dos problemas de construção do edifício, uma construção muito rápida e não muito boa. O teto do hemiciclo desabou em 2008.”

Euronews: McMillan-Scott, fez boa viagem?

Edward McMillan-Scott, eurodeputado da Aliança Liberal Democrata: “Sim, mas uma viagem morosa e inútil. Comecei esta manhã às 09h15, a partir de minha casa no centro da Inglaterra. Agora são 17h30, apesar de ter perdido uma hora, por causa da mudança de país. Voo de Birmingham para Lyon. Por isso vou até ao sul, depois voo para norte, de Lyon para Estrasburgo. São sete horas, sete horas desperdiçadas.”

Euronews: Mas mover o Parlamento de Estrasburgo implicaria uma mudança do Tratado, o que é possível apenas se França estiver de acordo. O que poderia oferecer a França, ou melhor, como convencer os franceses a aceitar alternativas?

Edward McMillan-Scott: “Penso que os franceses aceitarão um voto democrático do Parlamento Europeu, quando a posição do Parlamento estiver estabelecida. Está claro como pensa a maioria, mas ainda não começamos a analisar alternativas. Penso que o Parlamento tem agora a capacidade para recomendar uma mudança no Tratado, precisamos de nos debruçar sobre isto. Não sou um revolucionário. Sou alguém que acredita que devemos ser eficientes. Sou um pró-europeu, fundamentalmente, e tenho-o sido toda a minha vida. Quero o sucesso do Parlamento Europeu. Lamento ter de dizer que não vai dar certo aqui em Estrasburgo. Esta é uma cidade do passado, no que diz respeito ao Parlamento. Penso que França e os franceses têm de perceber isso.”

Para o edifício de Estrasburgo, os defensores da mudança propõem que seja transformado em universidade ou centro de investigação tecnológica. França dará uma resposta.