Última hora

Última hora

FMI revê previsões em baixa

Em leitura:

FMI revê previsões em baixa

Tamanho do texto Aa Aa

O Fundo Monetário Internacional cortou as previsões de crescimento global para este ano. Segundo o último relatório do FMI, a economia global deve abrandar este ano e recuperar no próximo, mas sem atingir os níveis do ano passado.

Em termos de ritmo de crescimento, os países industrializados continuam bastante atrás das economias emergentes.

No que toca à economia global, o crescimento deve baixar dos 5% para os 4,4%. No que toca aos Estados Unidos, a previsão foi revista em baixa. Deve ser de 2,8%, idêntica à de 2010. Na zona euro há uma ligeira quebra em relação ao ano passado, mas é o Japão a região que sofre mais, por culpa do desastre natural de 11 de março.

Quanto ao preço do petróleo, os economistas do FMI desdramatizam o efeito na economia real. Dizem que seria preciso a cotação do barril subir mais 20 ou 30 dólares para haver um verdadeiro impacto no crescimento.

De um modo geral, as economias consideradas avançadas perdem um décimo percentual em relação ao crescimento do ano passado, dois décimos no caso dos Estados Unidos.

A China perde o crescimento de dois dígitos, ao passar dos 10,3% do ano passado para um crescimento previsto, este ano, de 9,6%, um valor que deve abrandar ainda mais, embora ligeiramente, em 2012.