Última hora

Última hora

Alain Juppé: NATO não está a fazer o suficiente

Em leitura:

Alain Juppé: NATO não está a fazer o suficiente

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Alain Juppé afirma que a NATO não está a fazer o suficiente para proteger a população civil na Líbia.

O chefe da diplomacia britânica, William Hague, reiterou a posição francesa adiantando que a Aliança Atlântica devia intensificar as operações militares contra o regime líbio.

“É necessário que a NATO assuma plenamente o seu papel. A NATO quis assumir a direcção das operações militares e nós aceitámos. Agora tem que cumprir o seu papel, ou seja, evitar que Kaddafi utilize armamento pesado para bombardear a população civil”, afirmou Alain Juppé.

No terreno prosseguem os combates. Na localidade costeira de Misrata registaram-se lutas intensas entre forças leais a Kaddafi e rebeldes.

O ataque seguiu-se ao fracasso do plano de paz apresentado pela União Africana, o qual incluía um cessar-fogo.

Misrata é a terceira cidade do país e o último reduto dos rebeldes na região ocidental do país.

Em Ajdabiyah, na parte leste, os rebeldes enterraram os corpos de apoiantes de Kaddafi mortos em consequência de ataques aéreos e anunciaram que prosseguem o avanço em direção a ocidente.