Última hora

Última hora

Futuro da Líbia discute-se no Qatar

Em leitura:

Futuro da Líbia discute-se no Qatar

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro da Líbia discute-se hoje no Qatar. O grupo de contacto criado para pilotar a transição política no país reúne-se em Doha pela primeira vez. O encontro surge depois dos esforços de mediação da União Africana terem fracassado.

No domingo, Muammar Kadhafi aceitou a iniciativa, mas os rebeldes rejeitaram-na porque a proposta previa apenas o cessar-fogo imediato mas não o afastamento do poder do coronel.

O presidente do Conselho Nacional de Transição, Mustafa Abdel Jalil, justificou que “a iniciativa não contempla a reivindicação fundamental do povo líbio que é a partida de Kadhafi e dos seus filhos. Por isso, não há nenhuma razão para discutir a proposta que não é de atualidade”.

Apesar das manifestações em Benghazi, as tropas leais a Kadhafi continuam a impedir o avanço dos opositores. A diplomacia italiana manifestou-se, entretanto, a favor do armamento dos rebeldes. O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros garante que hoje se vão intensificar as pressões para que o coronel abandone o poder.