Última hora

Última hora

Casal imperial japonês visita centro de refugiados

Em leitura:

Casal imperial japonês visita centro de refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

A gravidade da situação levou o casal imperial japonês a sair do habitual recato.

O imperador Akihito e a imperatriz Michiko visitaram um centro de refugiados em Asahi, uma das zonas mais afetadas pelo sismo e pelo consequente tsunami.

O casal, que só tinha visitado sobreviventes, em Tóquio, foi acolhido por algumas pessoas com lágrimas nos olhos.

Menos consensual é a atuação do primeiro-ministro A gestão que Naoto Kan tem feito da crise sanitária e nuclear está a ser extremamente contestada.

Já antes do sismo, a política de Naoto Kan era alvo de críticas. Mas agora, a oposição veio mesmo pedir a demissão do primeiro-ministro, quebrando assim a frágil trégua política observada desde o início da catástrofe.

Vinte e oito mil pessoas morreram ou estão dadas como desaparecidas e o nordeste do país está devastado. O primeiro-ministro tenta, em vão, criar uma grande coligação para reconstruir o país.

Mas a oposição, que já recusou coligar-se, vem agora agravar a situação política, ao dizer que este é o momento de decidir se Naoto Kan fica ou parte.