Última hora

Última hora

Israel: Lieberman poderá responder perante a justiça

Em leitura:

Israel: Lieberman poderá responder perante a justiça

Tamanho do texto Aa Aa

O assunto é indigesto, mas durante o pequeno-almoço não se falava noutra coisa em Jerusalém. O ministro israelita dos Negócios Estrangeiros, Avigdor Lieberman, pode ser levado a tribunal por suspeitas de fraude, lavagem de dinheiro, suborno e abuso de confiança. Após uma década de investigações, o procurador-geral decidiu avançar.

“Obviamente não é um dia feliz quando um alto representante político é alvo de tais acusações. O que me incomoda é a lentidão do processo”, comenta um residente de Jerusalém.

O assunto é uma autêntica pedra no sapato para o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu. Sem os 15 deputados do partido ultranacionalista de Lieberman – Israel Beiteinu – a coligação do governo perde a maioria. Mas, há quem veja o lado positivo.

“As circunstâncias legais do momento são uma oportunidade para Netanyahu repensar toda a situação política. Por exemplo, deixar a facção de Lieberman partir e substituí-la pelo Kadima, muito mais moderado”, considera o analista político Amots Asael.

Lieberman é conhecido pelas declarações polémicas. Vive num colonato da Cisjordânia, quando a colonização é a principal causa do fracasso da paz israelo-palestiniana.

Quanto às acusações da justiça, responde com ironia e diz que não há motivo para preocupações.