Última hora

Última hora

Minsk: reforço da segurança marca reabertura do metro

Em leitura:

Minsk: reforço da segurança marca reabertura do metro

Tamanho do texto Aa Aa

O metro de Minsk, na Bielorrússia reabriu portas esta quinta-feira, três dias depois do atentado terrorista que provocou 12 mortos e uma centena e meia de feridos.

A segurança foi reforçada e os vestígios do ataque eliminados.

O autor material do atentado foi identificado graças a um vídeo captado pelas câmaras de segurança. O homem, um cidadão bielorrusso com cerca de 30 anos, entrou no metropolitano com um saco de explosivos que colocou no meio da multidão.

No país vive-se, por estes dias, um misto de consternação e medo:

“Espero que tudo fique bem porque é assim que deve ser. Isto não devia ter acontecido na Bielorrússia e as pessoas envolvidas estão doentes” afirma um homem.

“É assustador e, de alguma forma, tememos que se repita. Neste momento, tenho medo não só de apanhar o metro como qualquer outro meio de transporte público onde esteja muita gente” refere uma mulher.

No total foram detidos cinco suspeitos.

De acordo com o presidente do país, dois confessaram ter participado não só neste ataque como em outros ocorridos em 2008 e 2005.