Última hora

Última hora

NATO reafirma objetivos comuns em Berlim

Em leitura:

NATO reafirma objetivos comuns em Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO reunidos em Berlim sublinharam estar unidos no objetivo comum que é derrubar o regime de Kadafi.

Mas a forma de lá chegar continua a gerar divisões no seio da Aliança Atlântica.

França e Grã-Bretanha pretendem a intensificação das operações militares ao passo que a Alemanha, Turquia, Itália e Espanha preferem manter-se afastados do conflito.

“A fim de evitar vítimas civis precisamos de equipamento muito sofisticado; são necessários jatos de precisão e outros equipamentos para levarmos a cabo operações ar – terra”, disse o secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen.

Até ao momento, dos 28 membros da organização apenas seis apoiam a ofensiva contra a Líbia. Destes, a Grã-Bretanha, França e Dinamarca têm levado a cabo a maior parte dos ataques. A presença da secretária de estado norte-americana, Hillary Clinton, no encontro não resultou em promessas de mais envolvimento por parte dos Estados Unidos.

Esta quinta-feira, na capital egípcia, Cairo, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apelou ao cessar-fogo imediato na Líbia e à procura de uma solução política.

Ban participava de um encontro da Liga Árabe na capital egípcia. Igualmente presente, a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, reclamou a retirada imediata do líder líbio do poder.

Mas enquanto decorria o encontro, no exterior do edifício, apoiantes e opositores do regime de Kadafi envolviam-se em cenas de violência.