Última hora

Última hora

Mais uma sexta-feira de manifestações no Iémen

Em leitura:

Mais uma sexta-feira de manifestações no Iémen

Tamanho do texto Aa Aa

Sexta-feira, dia de oração muçulmana, rima, mais uma vez com dia de manifestação. No Iémen, os pró e os antipresidente voltaram a sair às ruas de Sana

Na capital iemenita, perante milhares de apoiantes, o presidente Ali Abdullah Saleh acusou as forças da oposição de “dizerem mentiras”, ao mesmo tempo que instou ao diálogo “para garantir a estabilidade e a segurança” do país.

Saleh pediu à Coligação das forças da oposição que “ouça a voz da consciência e adira ao diálogo”, ao mesmo tempo que a instava a organizar manifestações que não sejam mistas – já que a mistura de homens e mulheres não é permitida pela religião.

A oposição, por seu lado, manifestou-se também na capital. Exige que o presidente abandone o poder, que ocupa há 32 anos.

Os ativistas distribuíram panfletos aos manifestantes, onde apelam a uma campanha de desobediência civil. Pedem à população que deixe de pagar impostos, eletricidade e outras faturas a favor do governo. Uma campanha que visa forças Saleh a demitir-se.