Última hora

Última hora

Obama, Sarkozy e Cameron: operações continuam até saída de Kadhafi

Em leitura:

Obama, Sarkozy e Cameron: operações continuam até saída de Kadhafi

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama, Nicolas Sarkozy e David Cameron garantem que as operações militares aliadas na Líbia vão continuar até que Muammar Kadhafi abandone o poder.

Num artigo conjunto publicado em jornais dos respetivos países, os presidentes norte-americano e francês e o primeiro-ministro britânico sublinham que é “impossível imaginar um futuro para a Líbia com Kadhafi”, frisando que deixá-lo à frente dos destinos do país seria uma “traição inconcebível” para o povo líbio.

A NATO voltou a bombardear alvos do regime líbio esta quinta-feira mas, no plano diplomático, falhou em colmatar divergências internas, acusando nomeadamente a falta de meios aéreos para intensificar as operações.

Os Estados Unidos recusam voltar a primeira linha depois de, no fim de Março, terem passado o comando para a Aliança Atlântica.

Apesar dos aviões aliados terem atingido ontem vários alvos em Tripoli, a televisão estatal líbia mostrou imagens de um Kadhafi desafiante.

Supostamente poucas horas depois do ataque internacional, o líder líbio surgiu num veículo aberto e de braços no ar, desfilando perante uma multidão de apoiantes.

Kadhafi parece tudo, menos disposto a abandonar a liderança do regime.