Última hora

Última hora

Contagem de votos atrasada na Nigéria

Em leitura:

Contagem de votos atrasada na Nigéria

Tamanho do texto Aa Aa

A contagem dos votos das eleições presidenciais deste sábado, na Nigéria, está ainda longe do fim.

Mas os primeiros apuramentos permitem concluir que os dois favoritos já lideram o escrutínio e admite-se, como muito provável, o recurso a uma segunda volta, o que já não acontece desde 1999.

A Comissão Eleitoral pede mais 24 horas, para concluir a contagem, nos 36 estados que compoem a federação, com um total de 73 milhões de eleitores, divididos ao meio.

Os da região do petróleo, no Sul, terão votado maioritariamente no actual presidente, Goodluck Jonathan, de 59 anos. Trata-se de uma região cristã.

O norte muçulmano optou por Muhammadu Buhari, de 69 anos, o homem que os nigerianos conhecem bem. Ele dirigiu a junta militar que, nos anos 80 governou o país. Concorre às eleições, pela terceira vez.

O mais votado terá de ter ainda um quarto dos votos, em dois terços dos 36 estados, como estabelece a lei eleitoral. Sem isso, terá de haver um segundo escrutínio

Um requisito que se justifica pela existência de 250 etnias, no país.