Última hora

Última hora

Iémenitas calados pela força das balas

Em leitura:

Iémenitas calados pela força das balas

Tamanho do texto Aa Aa

As forças leais ao presidente do Iémen voltaram a abriram fogo contra os manifestantes durante uma marcha realizada ontem, domingo, na capital do país.

Em Sanaa, fontes médicas indicam que pelo menos 22 pessoas foram atingidas e cerca de 200 receberam tratamento por ferimentos de todo o tipo.

Os manifestantes foram reprimidos ainda com canhões de água e gás lacrimogénio.

A oposição do Iémen deu um prazo de duas semanas para o presidente Ali Abdullah Saleh, abandonar o poder. Mas a pressão popular vais mais longe, milhares de pessoas saíram às ruas da capital exigindo que o presidente parta imediatamente.

Ali Abdullah Saleh, ocupa o cargo desde 1978, e mostra-se determinado a manter-se até final do mandato em 2013, tendo lançado apelo ao diálogo com a oposição.

Nos últimos dois meses de protestos, pelo menos, 116 pessoas terão morrido e mais de mil ficaram feridas.