Última hora

Última hora

Presidente da Nigéria apela à calma

Em leitura:

Presidente da Nigéria apela à calma

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente reeleito da Nigéria apelou à calma para por um fim imediato aos tumultos das últimas horas.

Goodluck Jonathan exortou todos os que estiveram envolvidos no processo eleitoral a fazerem esforços para acabar com a violência em nome da paz, da estabilidade e do bem estar da Nigéria.

Sem o referir expressamente, o apelo era dirigido ao seu adversário das eleições de sábado, Muammadu Buhari.

Apelo semelhante foi feito pelo chefe da missão de observação da União Europeia:

“Nós sabemos que todas as partes envolvidas poderão não estar satisfeitas com o resultado das eleições. Mas gostaríamos de incentivar todos os apoiantes das diferentes partes a usar somente os meios legais e judiciários, para expressarem a sua opinião”.

Os tumultos aconteceram, sobretudo, no norte, no estado de Kaduna, onde foram incendiadas casas, igrejas e mesquitas.

Estes incidentes estão a ser atribuidos aos apoiantes de Muammadu Buhari, o candidato do norte muçulmano.

Também a casa do vice-presidente, Namado Sambo foi incendiada.

As portas da prisão central da cidadee de Zaria foram forçadas.

O número de morto é ainda indeterminado.

No estado de Kaduna foi decretado o recolher obrigatório.