Última hora

Última hora

Presidente iraniano procura a reconciliação

Em leitura:

Presidente iraniano procura a reconciliação

Tamanho do texto Aa Aa

Teerão apela à unidade no Médio Oriente.

A mensagem de reconciliação surge um dia depois das monarquias árabes do Golfo Pérsico, terem pedido à ONU para que acabe com as ingerências e as provocações iranianas.

Durante o desfile anual do exército, Mahmoud Ahmadinejad pôs de lado divergências regionais e apontou armas a Washington.

O presidente iraniano acusa os Estados Unidos de interferirem nas questões do Médio Oriente e termina por dizer que a estratégia sionista vai falhar.

Mas o mal-estar entre o Irão e a Arábia Saudita chama-se Bahrein e não Washington.

Em causa estão as tropas enviadas por vários países para ajudar conter a revolta popular.

Teerão não gostou e acusou as monarquias do Golfo, ou seja, a Arábia Saudita, Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Qatar e Omã de estarem ser pressionadas pelos Estados Unidos.

Declarações que os países já condenaram.