Última hora

Última hora

Repressão policial na cidade síria de Homs

Em leitura:

Repressão policial na cidade síria de Homs

Tamanho do texto Aa Aa

A contestação na Síria radicaliza-se. As forças de segurança recorreram-se à força para dispersar milhares de pessoas que protestaram contra o regime de Bashar al-Assad, esta noite, em Homs.
 
Não há informações sobre vítimas. 
 
A violenta repressão dos últimos dias provocou inúmeros mortos e feridos e estará na origem do alargar da contestação no país. Deraa, Homs, Damasco Lattaquié e banias são cidades em que a população reforçou o protesto, apesar das promessas de reformas do chefe de Estado Bachar al-Assad.
 
As imagens de funerais de vítimas de violência sucedem-se, mas não apenas do lado dos opositores mas também de apoiantes do presidente e dos 40 anos de regime.
 
Desde o início da contestação já morreram pelo menos 200 pessoas. Ainda de acordo com a Amnistia Internacional, há inúmeros detidos.