Última hora

Última hora

Detidos dois suspeitos do assassínio de ativista palestiniano

Em leitura:

Detidos dois suspeitos do assassínio de ativista palestiniano

Tamanho do texto Aa Aa

Dois suspeitos do assassínio de um ativista italiano na Faixa de Gaza foram mortos numa operação da polícia do Hamas. Um terceiro ficou ferido e outros três foram detidos.

A operação decorreu no campo de refugiados de Nusseirat, onde se encontravam escondidos os presumíveis autores do crime.

Os suspeitos pertencerão a um grupo salafista ligado à Al Qaeda, que já negou a responsabilidade do crime, ainda que os sequestradores se tenham identificado como pertencendo a esse grupo.

Na quinta-feira, os raptores tinham ameaçado executar Vittorio Arrigoni se o Hamas não libertasse o seu líder detido no mês passado. O italiano, de 36 anos, foi encontrado sem vida um dia depois, numa casa abandonada.

Arrigoni tinha chegado a Gaza em 2008 num barco que rompeu o bloqueio israelita. Na segunda-feira foi homenageado num cortejo fúnebre em que participaram centenas de pessoas.

Depois da cerimónia, os funcionários do Hamas levaram o corpo para Rafah, na fronteira com o Egito, de onde será transladado para Itália.