Última hora

Em leitura:

Rebeldes querem soldados da NATO no solo líbio


Líbia

Rebeldes querem soldados da NATO no solo líbio

Os rebeldes pedem formalmente a intervenção das tropas ocidentais no solo líbio. O apelo partiu de Misrata, a cidade que há quase dois meses se defende dos ataques das forças de Muammar Kadhafi.

O pedido poderá ser renovado no encontro desta quarta-feira, em Paris, entre o líder dos rebeldes, Mustafa Abdel Jalil, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy.

Para já, a resposta de França e do Reino Unido é negativa, ainda que o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Alain Juppé, admita ter subestimado a força do coronel líbio. Em contrapartida, Londres vai enviar conselheiros militares para Bengasi, o bastião dos rebeldes.

Esta terça-feira de manhã, a NATO bombardeou alvos em Trípoli, Aziziyeh e Sirte, de acordo com os “media” oficiais do regime líbio. A Aliança Atlântica admitiu ter efetuado vários raides contra centros de comando das tropas do coronel, incluindo na capital.

Entretanto, o primeiro-ministro francês, François Fillon, anunciou que vão ser intensificados os bombardeamentos. Mas os rebeldes que tentam defender Ajdabiya, a 160 quilómetros de Bengasi, questionam-se sobre a eficácia da ajuda aérea da NATO.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Detidos dois suspeitos do assassínio de ativista palestiniano