Última hora

Última hora

Casamento real rompe com tradição

Em leitura:

Casamento real rompe com tradição

Tamanho do texto Aa Aa

Na Grã-Bretanha, um casamento real é uma ocasião única. Só acontece de 30 em 30 anos. É uma ocasião a não perder, pelo menos é assim que pensam os especialistas em marketing. Segundo eles, o importante é saber vender e para tal, é necessário saber destacar-se da concorrência. Foi com isto em mente que uma companhia de telecomunicações criou uma publicidade inspirada nesta ocasião única. O resultado: quatro milhões de visitas ao site em apenas três dias.

“Existem marcas muito criativas que decidiram aproveitar o casamento real para fazerem algo divertido e inovador. Acho que serão essas marcas de que as pessoas se vão lembrar… e não aquelas que não se esforçaram”, diz Marylou Costa da revista Marketing Week.

Um elemento tradicional dos casamentos britânicos são os incontornáveis chapéus da aristocracia. Mas será que ainda são obrigatórios? Talvez nem tanto, de qualquer maneira estão longe de ser uma tendência entre a nova geração de membros da família real, porventura menos rigorosos nos códigos de vestuário.

Para o chapeleiro Nicholas Payne-Baader, os chapéus serão mais pequenos entre a geração mais jovem, até porque figuras de destaque como Kate Middleton e Chelsy Davy preferem penteados simples.

Se o chapéu obrigatório já é coisa do passado, o tradicional fraque também já perdeu o lugar que outrora ocupava. Um alívio decerto para os cerca de 1900 convidados pois assim sentir-se-ão mais à vontade.

Mas não se pense que é o princípio do fim da tradição. Uma área em plena expansão são os perfumes alusivos ao casamento. Os mestres perfumistas de Londres não se pouparam a esforços para criarem fragrâncias únicas.

“Este perfume foi criado com base na flor tradicional de casamento, o Jasmim de Madagascar ou stephanotis, que tem um significado especial no bouquet, mais propriamente, a felicidade no casamento”, afirma Edward Bodenham, da casa de perfumes, Floris.

A felicidade é a promessa de qualquer casamento, sobretudo quando se tem o privilégio de escolher o seu próprio parceiro. Também aqui, William e Kate romperam com a tradição.

Ainda assim outros costumes mantêm-se inalterados como por exemplo a elaboração de um brasão. A partir de agora, a família Middleton passa a ter o seu próprio brasão, representado por três bolotas.

Após o casamento de Kate, este brasão será integrado no escudo de armas de William.