Última hora

Última hora

Secretário-geral da ONU pede reforço das normas de segurança nuclear

Em leitura:

Secretário-geral da ONU pede reforço das normas de segurança nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Ban Ki-moon quer o reforço das normas de segurança nuclear. O secretário-geral da ONU esteve em Chernobyl, 25 anos depois da tragédia.

Em Kiev, a capital da Ucrânia, decorre a conferência de doadores. A iniciativa, que termina sexta-feira, serviu para angariar fundos para a construção de um novo sarcófago mas aqui falou-se de verbas mal gastas.

Segundo Anatolyi Rakhanaskyi, liquidador de Chernobyl: “A coisa mais terrível é que este dinheiro estava fora de controlo. Hoje, o problema mais sério tem a ver com o controlo sobre o dinheiro gasto. A maior parte dos 700 milhões já utilizados foram desperdiçados. Para além do dinheiro, a Europa pode ajudar com especialistas. Isso é muito, muito importante. Eu penso que hoje não é só o dinheiro que é importante mas uma aproximação de grande qualidade para resolver o problema. Foi Fukushima que deu um sinal muito sério – é preciso prestar muita atenção às consequências de incidentes como este”.

A Ucrânia sofre, ainda hoje, os males provocados por esta tragédia. Para os ucranianos as consequências da catástrofe de Chernobyl são um problema social a vários níveis.

Um jovem afirma ter nascido nesse ano. “Conheço o problema. Passei nos exames médicos e disseram-me que a maioria das crianças deste ano têm doenças relacionadas com a tiroide e muitas outras”, explica.

Uma idosa desabafa: “Não está tudo bem. Todas as pessoas falam no sarcófago, sobre os planos de construção de um totalmente hermético, mas não vemos nem sabemos nada. Percebemos que as coisas não estão no bom caminho mas já vivemos com isto há muitos anos”.