Última hora

Última hora

Iémen: Saleh aceita proposta de transição política

Em leitura:

Iémen: Saleh aceita proposta de transição política

Tamanho do texto Aa Aa

O governo e a oposição no Iémen parecem chegar a um entendimento, ao final de semanas de protestos violentos contra o presidente Ali Abdullah Saleh.

O partido no governo declarou apoiar o plano proposto na quinta-feira pelos países do Golfo que contempla uma transição política de três meses com a formação de um governo de união nacional.

Os partidos da oposição declararam também apoiar a proposta, afirmando que vão manter-se fora do executivo de transição.

A proposta inclui igualmente uma amnistia para o chefe de Estado, que parece ser agora apoiada pela oposição que até hoje rejeitava esta medida.

Para uma manifestante, “o único futuro do chefe de Estado passa pelos tribunais. Ele não pode permanecer no poder mais dois anos. Nós vamos continuar a manifestar-nos para mostrar que as mulheres estão ao lado da juventude que se manifesta nas ruas”.

Outro manifestante afirma que, “se deus quiser, Saleh vai abandonar o poder na próxima semana, nós vamos permanecer nas ruas, de forma pacífica, a juventude está determinada e Saleh tem os dias contados”.

A oposição realizou ontem a maior manifestação de sempre contra o presidente. Um cortejo de mais de quatro quilómetros de extensão ocupou a capital, face a uma contra-manifestação organisada pelos apoiantes de Saleh.

Vários militares tinham-se juntado às manifestações deste sábado na capital, depois da repressão do regime ter provocado mais de 130 mortos nas últimas semanas.