Última hora

Última hora

Iémen: três mortos em manifestações

Em leitura:

Iémen: três mortos em manifestações

Tamanho do texto Aa Aa

Esta segunda-feira, no Iémen, ficou marcada pela morte de, pelo menos, três opositores ao presidente Ali Abdallah Saleh. As forças da ordem reprimiram violentamente as manifestações populares.

Segundo fonte médica, na cidade de Taiz, ao sul da capital, uma mulher foi morta e mais de 50 pessoas foram feridas. Mas Taiz não foi a única cidade palco de confrontos.

Só na capital, Sanaa, é que as manifestações foram pacíficas.

Em Ibb, polícias à civil abateram um manifestante quando abriram fogo para pôr fim a uma marcha de protesto contra o regime do presidente Saleh. Trinta pessoas foram feridas.

Uma terceira vítima mortal foi registada na província de Al-Baida.

Mais de 130 pessoas já perderam a vida desde finais de janeiro, quando a revolta no Iémen começou.

A oposição – que exige a demissão do presidente Saleh, no poder há 33 anos – acabou por aceitar, esta segunda-feira, o plano do Golfo para sair da crise e vai participar no governo de transição. O plano prevê uma transferência de poder no prazo de três meses e oferece imunidade a Saleh , à sua família e aos seus conselheiros.