Última hora

Última hora

Milhares saem às ruas e Marrocos

Em leitura:

Milhares saem às ruas e Marrocos

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas saíram às ruas de Marrocos para exigir reformas e o fim das detenções políticas. Foi a terceira grande manifestação no país desde Fevereiro. Em Rabat, Casablanca, Tanger e Marraquexe ecoaram as vozes de contestação pacífica.

Entre as reivindicações sociais e políticas, há quem exija a libertação de membros salafistas. “Os detidos do movimento salafista têm uma característica específica porque foram detidos numa ação internacional contra o terrorismo. Esta é uma oportunidade para protestarmos com o movimento 20 de Fevereiro e outros setores da sociedade de Marrocos que partilham os mesmos objetivos e lutam contra a opressão, exclusão e abuso de poder”, diz um manifestante.

O Rei Mohamed VI já anunciou que iria ceder alguns poderes para o parlamento e limitar a extensa influência da Monarquia no mundo dos negócios. O soberano também prometeu tornar a justiça independente.

O protesto foi pacífico, não se registaram distúrbios.