Última hora

Última hora

Casamento real: operação de segurança é a mais cara da história do Reino Unido

Em leitura:

Casamento real: operação de segurança é a mais cara da história do Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

Os manifestantes devem manter-se afastados do casamento real britânico.

O conselho é dado pelas forças de segurança, a quatro dias da cerimónia.

Em marcha está já uma mega operação que conta com 5000 agentes. Na mira das autoridades estão extremistas islâmicos, dissidentes do Exército Republicano Irlandês e grupos anarquistas.

“Queremos que seja um evento seguro e onde tudo corra bem. Por isso, pretendemos agir com firmeza e o mais rápido possível se alguém se envolver em alguma ação criminosa” refere uma porta-voz da polícia de Londres.

Nos telhados dos edifícios próximos da abadia de Westminster vai estar uma equipa de atiradores de elite atenta aos milhares de curiosos esperados em Londres.

Três helicópteros vão patrulhar o céu da capital britânica.

“Uma das principais vantagens do helicóptero é o facto de termos uma visão privilegiada sobre os telhados e sobre as áreas que para a polícia, que está no terreno, são inacessíveis devido ao reduzido campo de visibilidade” afirma o sargento Richard Brandon.

A operação de segurança para o casamento de William e Kate é considerada a mais cara e complexa da história do Reino Unido. Está orçada em cerca de 23 milhões de euros. Uma fatura que vai ser paga pelos contribuintes e que já originou vários protestos, sobretudo da ala republicana.