Última hora

Última hora

Plano de transição divide oposição no Iémen

Em leitura:

Plano de transição divide oposição no Iémen

Tamanho do texto Aa Aa

Nova jornada de violência e manifestações no Iémen, apesar da decisão do presidente de aceitar um acordo para abandonar o poder.

Pelo menos um manifestante morreu e quatorze ficaram feridos, alvejados por atiradores furtivos em Taez, a sul da capital, durante uma marcha de protesto.

Em Sanaa, o movimento juvenil, na origem das manifestações que duram há dois meses, apelou a uma jornada de desobediência civil, esta quarta-feira, contra o plano de transição de poder que prevê uma amnistia para o presidente e respetiva família.

Fontes oficiais afirmam que o plano, proposto pelos países do Conselho de Cooperação do Golfo, deverá ser assinado na próxima segunda-feira em Riad, entre o regime e os partidos da oposição.

O plano rejeitado pelos manifestantes nas ruas e discutido ainda pela oposição, prevê a demissão do presidente em 30 dias e a criação de um governo provisório liderado pela oposição até às eleições antecipadas, dentro de três meses.