Última hora

Última hora

Ban Ki-moon quer investigação na Síria

Em leitura:

Ban Ki-moon quer investigação na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança ONU propôs efetuar uma investigação independente sobre a morte de manifestantes na Síra durante os prostestos contra Bachar al-Assad.

O secretário-geral Ban Ki-moon, manifestou a sua “inquietação crescente” perante a repressão sangrenta e a utilização de tanques e tiros com balas reais pelas forças de segurança e condenou claramente a violencia contra manifestantes pacíficos. O responsável da ONU quer agora uma investigação transparente.

Segundo a oposição, pelo menos 400 pessoas morreram desde 15 de março, vítimas de disparos com efetuados pelas forças de segurança. Segunda-feira na cidade de Deraa foram abatidas 25 pessoas.

Visivelmente contrariado o embaixador sírio nas Nações Unidas defende que que o Conselho de Segurança “não deve reagir em relação ao que se vê nos media, deve escutar as vozes oficias e ler os relatórios do governo sirio, não os media”.

Os Estados Unidos fizeram saber que, de momento, pretendem dar uma reposta diplomática ao problema com eventuais sanções.