Última hora

Última hora

Novo banho de sangue na Síria

Em leitura:

Novo banho de sangue na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Um dia depois de terem entrado em força na cidade de Deraa no sul da Síria, as forças armadas ao serviço do regime de Bashar al-Aassad reforçaram o contingente naquela cidade. E novamente os civis terão sido alvo dos militares.

Esta terça-feira em Deraa morreram pelo menos 35 pessoas, um cenário que se tem repetido diariamente. Desde o início dos protestos populares já morreram centenas de pessoas.

Um militante da oposição referiu à agência AFP que há soldados a desertarem e tomarem o partido dos contestatários. O governo justifica o envio das forças armadas para o sul para debelar a ação de grupos extremistas armados e garante que três militares perderam a vida esta terça-feira.