Última hora

Em leitura:

Demissões em massa no partido do regime sírio


mundo

Demissões em massa no partido do regime sírio

As centenas de mortos e feridos causados pela violenta repressão aos protestos populares por parte das autoridades sírias provocaram a demissão em bloco de 200 membros do partido do do regime em Deraa.

O partido Baath governa a Síria desde o golpe de 1963 e antes da onda de protestos iniciada a 18 de Março seria quase inimaginável alguém demitir-se

Mas não foi apenas no berço da contestação que as demissões se sucederam. Em Banias, 28 pessoas também abandonaram o partido.

Ao mesmo tempo, no Conselho de Segurança das Nações Unidas, a proposta de condenação à brutal repressão apresentada por Portugal e outros parceiros foi chumbada, face à oposição da Rússia, da China e do Líbano.

Mas a pressão internacional está a aumentar.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU deverá debater na sexta-feira a situação dos direitos humanos na Síria.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Hamas e Fatah abrem caminho da reconciliação