Última hora

Última hora

Euforia mediática em Londres

Em leitura:

Euforia mediática em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

O casamento de Williams e Kate terá a maior cobertura mediática da história da Humanidade.

O casal vai tornar a cerimónia acessível através do Youtube. Mas, para além disso, oito mil jornalistas do mundo inteiro deslocaram-se à capital britânica.

Calcula-se que o acontecimento seja seguido, na próxima sexta-feira, por dois mil milhões de pessoas.

E, obviamente, a nossa reporter Lise Pederson está em Londres:

“É a partir destes cubículos que os repórteres dos media mundiais vão relatar o casamento real, em frente ao mais famoso monumento londrino, o Palácio de Buckingham, onde os noivos recém- casados vão aparecer para o beijo”.

A febre mediática atingiu fortemente os Estados Unidos, onde os jornalistas estão eufóricos, apesar de a opinião pública se mostrar moderadamente interessada:

A jornalista da CBS diz: “em Inglaterra fala-se de uma invasão americana, porque quando se olha para todos os jornalistas que aqui estão, o contigente americano é o maior”.

Os japoneses estavam também bastante entusiasmados com o evento, mas o sismo e o tsunami alteraram as prioriadades dos media nipónicos:

“Era suposto nós fazermos a cobertura em direto do casamento real para o nosso canal, mas por causa do tremor de terra cancelámos. Vamos fazer só apontamentos de reportagem na programação normal”, explica um jornalista da TBS.

Na América do Sul, aquele que é já considerado o casamento do século, também desperta a curiosidade:

“Na América Latina não temos famílias reais. Só a de Espanha, que seguimos com muito interesse e acontece o mesmo com a de Inglaterra”.

O evento tem tudo para seduzir. É uma história de princípes protagonizada pelo primogénito de Diana.

Milhares de jornalistas vão dizer-nos que casaram… outros se seguirão, no futuro, para contarem se “viveram felizes para sempre”.