Última hora

Última hora

Excesso de exportações causa penúria de combustível na Rússia

Em leitura:

Excesso de exportações causa penúria de combustível na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia está a viver uma crise sem precedentes no que toca aos combustíveis.

A política do governo de manter os preços baixos faz com que as empresas petrolíferas apostem na exportação, o que está a causar uma escassez de combustíveis. Na região de Altai, na Sibéria, já só algumas bombas, de grandes empresas como a Rosneft, têm gasolina.

O governo já ordenou um aumento das tarifas à exportação, para evitar esta situação: “De fevereiro a março, a forte subida nos preços do petróleo levou as companhias petrolíferas a maximizar os lucros, desviando para a exportação uma parte da produção de combustível. Agora, com esta intervenção, todas as empresas petrolíferas russas dirigiram a produção para o mercado doméstico”, disse Sergey Kudrashov, vice-ministro da Energia.

Durante o primeiro trimestre deste ano, as companhias russas exportaram pouco mais de dois milhões de toneladas, ao passo que as vendas domésticas foram de 5,7 milhões.

Um litro de gasolina sem chumbo custa, numa bomba russa, 60 cêntimos, ou seja, metade do que custa na Europa Ocidental.

Se, de uma forma global, os preços subiram para máximos de dois anos e meio, por culpa da crise no mundo árabe, o governo russo decidiu combater o que chama especulação e manteve os preços baixos.