Última hora

Última hora

Desemprego espanhol em novos máximos

Em leitura:

Desemprego espanhol em novos máximos

Tamanho do texto Aa Aa

O desemprego em Espanha atingiu um novo máximo histórico, acima dos 20%.

A taxa de desemprego chegou aos 21,3%. O país continua a ter o desemprego mais alto de toda a União Europeia, o que coloca a economia em perigo, a par com uma quebra nas vendas a retalho e um aumento da inflação. A Espanha está a recuperar da pior recessão dos últimos 60 anos.

A barreira dos 20% foi quebrada ainda no ano passado, quando no último trimestre o desemprego subiu dos 19,8% para os 20,3%. Agora, a taxa de desemprego subiu ainda mais um ponto percentual. O governo lamenta estes números, mas devolveu os ataques à oposição: “Com mais de 4,9 milhões de pessoas sem trabalho e uma taxa de desemprego de mais de 20%, nenhum governo, nem nós nem um hipotético governo do Sr. Rajoy, pode ficar contente com esta situação”.

A situação é ainda mais grave se comprararmos o país com a Alemanha, que tem o dobro do número de habitantes e menos 1900 desempregados.

Várias empresas estão a reduzir quadros. O maior grupo de telecomunicações do país, a Telefónica, anunciou que iria cortar 20% do pessoal nos próximos três anos e a Burberry fechou um armazém.