Última hora

Última hora

Alemanha: confrontos na véspera do 1º de Maio

Em leitura:

Alemanha: confrontos na véspera do 1º de Maio

Tamanho do texto Aa Aa

Uma manifestação da extrema-direita degenerou em distúrbios na cidade alemã de Bremen. O braço-de-ferro teve origem numa marcha de 200 militantes do Partido Nacional Democrata Alemão (NPD), ao qual cerca de quatro mil pessoas responderam com uma manifestação contra o racismo.

Três mil agentes foram mobilizados para evitar os distúrbios. O porta-voz da polícia de Bremen, Henning Zanetti, conta que houve “alguns incidentes nas duas manifestações, tanto do lado do NPD como do lado dos sindicatos. Um ou dois agentes ficaram ligeiramente feridos”.

Depois da marcha dos nacionalistas, os opositores barraram a estação dos caminhos-de-ferro. Na sexta-feira, foram registados ataques a automóveis do partido da extrema-direita.

As autoridades estão em alerta já que nos últimos 20 anos a noite do primeiro de Maio foi marcada por confrontos entre militantes da extrema-esquerda e neonazis.