Última hora

Última hora

Síria: Continua a pressão

Em leitura:

Síria: Continua a pressão

Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria, duas figuras destacadas da oposição e várias mulheres que protestavam contra a morte de cerca de 560 civis desde o início das manifestações contra o regime foram presas.

A cidade de Deraa voltou a ser palco de mais mortes. Pelo menos seis pessoas morreram no sábado devido a um ataque do exército ao centro da revolta contra o presidente Bashar al-Assad.

A cidade, cercada por soldados, está a ser

bombardeada por artilharia pesada e, segundo testemunhas, está sem água, comida e medicamentos.

Entretanto a Cruz Vermelha turca enviou socorros para a zona fronteiriça com a Síria para ajudar eventuais refugiados sírios.

Na sexta-feira, o primeiro grupo de refugiados vindos da Síria chegou à cidade de Hatay. Meio milhar pediu asilo à Turquia, mas só 252 foram autorizados a ficar.

A ajuda é composta por mais de mil tendas, cobertores, equipamento para cozinhar para 10 mil pessoas, camas e víveres para 300 pessoas, o que poderá ser aumentado em caso de necessidade.