Última hora

Última hora

Dia da Memória para não esquecer o Holocausto

Em leitura:

Dia da Memória para não esquecer o Holocausto

Tamanho do texto Aa Aa

Israel susteve a respiração durante dois minutos para lembrar os seis milhões de mortos do regime nazi. Esta manhã, os motores dos carros foram desligados e as pessoas pararam para ouvir as sirenes e recordar o Holocausto.

O Dia da Memória é uma das datas mais solenes do calendário israelita. As cerimónias começaram no domingo, no Memorial Yad Vashem, em Jerusalém. O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a criticar o Irão por negar o Holocausto e, também, o Hezbollah libanês e o Hamas palestiniano por “apelarem à destruição do Estado judaico”.

A data é marcada também pela chamada “Marcha dos Vivos”, no antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polónia. Um milhão e quinhentos mil judeus foram mortos em Auschwitz.