Última hora

Última hora

Em leitura:

Ferrel dá vida a um homem azarado


Cultura

Ferrel dá vida a um homem azarado

Um olhar muito rápido por um homem com piada, é esta a proposta do filme “Everything Must Go”.

Uma estória contada pelo ator Even Ferrel:

“Eu desempenho um homem de vendas, que logo no princípio do fime, perde o seu emprego, vem para casa e percebe que a mulher o deixou. Fica ‘fechado’, fora da sua casa, o cartão de crédito foi cancelado, o carro apreendido. A sua vida ficou literalmente virada de cabeça para baixo. Além disso, todos os seus pertences estão no relvado fronteiriço da sua casa”.

Decide acampar no relvado, viver lá, e mostrar aos outros o que lhe está a acontecer.

Even Ferrell admitiu que o papel era um pouco estranho para ele, tanto artisticamente, como em relação à imagem que construiu de si próprio em Hollyood.

“Quando li o script, falei com o realizador, quando ele inicialmente se aproximou de mim e disse-lhe: ‘tem a certeza que me quer a fazer este filme? Poderia escolher um ator mais dramático, e mudaria o ambiente deste filme que tem um casting de comédia’… esse tipo de coisas. Ele disse qualquer coisa como, ‘não, eu realmente.. eu penso que você pode fazer isso, pode fazer esse papel sombrio, muito sombrio’”

O filme estreou nos festivais de Toronto e de Londres, em 2010.

A estreia comercial é a 13 de Maio, nos Estados Unidos.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
As Ilhas Solovetsky

life

As Ilhas Solovetsky