Última hora

Última hora

Líbia: Misrata de novo sob fogo

Em leitura:

Líbia: Misrata de novo sob fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Na Líbia, terminado o prazo dado por Muammar Kadafi aos rebeldes para pararem os combates, a violência violtou à cidade de Misrata.

O regime tinha avançado com uma promessa de amnistia, cujo prazo terminava esta terça-feira, caso contrário seria o ataque aos navios que entrassem no porto.

Um ataque que começou ao princípio da tarde. As forças da NATO rispostaram com raides aéreos, ao mesmo tempo que foram retomados os combates entre rebeldes e tropas leais a Kadafi, nos arredores da cidade.

Enquanto no terreno é a escalada militar, o primeiro-ministro turco apela ao coronel Kadafi para abandonar o poder. Recep Taiyyp Erdogan afirmou:

“queremos que o líder líbio saia imediatamente da Líbia e se demita, por ele e pelo futuro do seu país”.

A Turquia, único membro muçulmano da NATO, que estava inicialmente contra a missão da Aliança na Líbia, tem vindo a pedir sucessivamente a Kadafi que abandone o poder, sem resultados.

O grupo de contacto para a Líbia volta a reunir na próxima quinta-feira para tentar encontrar uma solução para o conflito. Sobre a mesa volta a estar a hipótese de fornecimento de armas aos rebeldes.