Última hora

Última hora

Síria: médicos impedidos de entrar em Deraa

Em leitura:

Síria: médicos impedidos de entrar em Deraa

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Bashar Al-Assad está a impedir que seja prestada assistência médica no sul da Síria.

A denúncia é feita pelo Comité Internacional da Cruz Vermelha que apela ao fim das restrições de acesso do pessoal médico em Deraa, palco de violentos confrontos.

As imagens não editadas que continuam a chegar da cidade sitiada mostram que o movimento de contestação está mais forte que nunca.

Segundo as organizações de Defesa dos Direitos do Homem, a repressão do regime sírio sobre os manifestantes já provocou mais de 600 mortos em todo o país.

As acusações são rejeitadas pelo presidente sírio no poder há 11 anos.

Por entre centenas de mortes e detenções, o Ministério do Interior fez, entretanto, um ultimato aos cidadãos anti-regime para que se rendam até ao dia 15 de Maio.

À semelhança do que aconteceu no Egito, chega a informação de que o exército sírio está cada vez mais dividido. Testemunhas garantem que alguns soldados se recusaram a disparar sobre os manifestantes e se juntaram ao movimento para derrubar Bashar Al-Assad.