Última hora

Última hora

Paquistaneses dizem que morte de bin Laden é uma encenação

Em leitura:

Paquistaneses dizem que morte de bin Laden é uma encenação

Tamanho do texto Aa Aa

Foi por precaução que Washington não informou Islamabad sobre a operação contra o líder da Al-Qaeda.

Há muito que existiam suspeitas de que o Paquistão estivesse a fazer jogo duplo. As desconfianças ganharam força depois de bin Laden ter sido localizado a cerca de 80 quilómetros da capital paquistanesa.

Ler mais…

A confirmação foi dada pelo diretor da CIA:

“Decidimos não informar o Paquistão sobre a operação que os Estados Unidos estavam a conduzir unilateralmente. Era preciso que Islamabad explicasse como era possível desconhecer a existência deste complexo” afirma Leon Panetta.

Argumentos que não convencem os habitantes da cidade de Abbottabad. Aqui poucos acreditam na versão apresentada pelos Estados Unidos e consideram que a morte de Osama bin Laden é pura ficção:

“Nem mesmo um simples criminoso se podia esconder num sítio destes, centro dos serviços de inteligência. Por isso, como é que o homem mais procurado do mundo se podia esconder aqui? Será que é estúpido? Não me parece. Foi tudo planeado, tudo encenado” afirma um homem.

A falta de provas faz aumentar as dúvidas. Os mais céticos pedem a divulgação dos, alegados, testes de ADN que segundo a administração norte-americana, confirmam a morte de bin Laden.

Outros defendem que o cérebro da Al-Qaeda está morto há vários anos e que Washington, apenas, manteve vivo o fantasma para justificar a guerra no Afeganistão.