Última hora

Última hora

Rebeldes apontam o dedo a Kadhafi pelo atentado em Bengasi

Em leitura:

Rebeldes apontam o dedo a Kadhafi pelo atentado em Bengasi

Tamanho do texto Aa Aa

Os opositores do regime líbio responsabilizam grupos ligados a Muammar Kadhafi pelo atentado em Bengasi.

Na última noite, a explosão de um carro, a cerca de 200 metros da sede do Conselho Nacional de Transição provocou dois feridos ligeiros.

O ultimato dado por Kadhafi aos rebeldes para que se rendam, termina hoje. A resposta é não.

“Daqui não saímos” afirma um opositor ao regime.

O enviado das Nações Unidas à Líbia garante que as duas partes veem com bons olhos um cessar-fogo. Mas as condições impostas dificultam as negociações.

O regime de Kadhafi exige o fim dos ataques aéreos da Nato. O conselho Nacional de Transição a partida imediata do coronel líbio e da família.

No terreno, prosseguem os confrontos em vários pontos do país. A cidade sitiada de Misurata está praticamente destruída depois dos bombardeamentos dos últimos dias. Três fortes explosões foram ouvidas, esta quarta-feira, na capital, Tripoli.