Última hora

Última hora

Como construir a Europa face aos nacionalismos crescentes?

Em leitura:

Como construir a Europa face aos nacionalismos crescentes?

Tamanho do texto Aa Aa

Questão de Pélagie, França.

“A minha questão é mais uma observação: como podemos esperar hoje em dia construir, na verdade, uma Europa quando, ao mesmo tempo temos de enfrentar a escalada dos nacionalismos locais, cada vez mais forte? “

Pascal Delwit, professor de Ciência Política na Universidade Livre de Bruxelas:

“Houve uma ligação importante entre o aumento do nacionalismo e a crise financeira, económica e social que conhecemos desde setembro de 2008. E um segundo elemento: há um aumento do nacionalismo ligado ao maior alargamento da União Europeia.

Os nacionalistas podem ser qualquer coisas de positivo e de negativo mas, de momento assistimos efectivamente ao desenvolvimento dos nacionalismos em relação a si mesmos. Muito disto acontece por falta de actividade ou falta de iniciativa da União Europeia para resolver os problemas que os cidadãos sentem. É sob este ângulo que a União Europeia deve fazer mais nas políticas públicas, nomeadamente na política de emprego, nas políticas sociais em relação às políticas de solidariedade entre regiões pobres e regiões ricas. Não fórmulas milagrosas.

A União Europeia deve dedicar-se às grandes obras, ao desenvolvimento das grande infraestruturas que, por um lado melhoram a qualidade das obras já construídas, o que é sempre importante, e por outro, permite criar infraestruturas de transporte alternativas às poluentes, nomeadamente o avião. Também se pretende desenvolver o frete ferroviário, por exemplo, que tem o mérito de constituir postos de trabalho para os ciadadãos que, por agora, pedem emprego porque os subsídios estão muito baixos”.

“Se também quer pôr uma questão, faça-o para o endereço assinalado.”