Última hora

Última hora

Diplomacia e obus, na guerra da Líbia

Em leitura:

Diplomacia e obus, na guerra da Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

É a fronteira da líbia com a Tunísia que agora está a sofrer os efeitos da guerra civil

Esta quinta-feira, a zona foi fustigada pela artilharia líbia.

De acordo com os relatos, cairam alí 12 obus que tentatavam atingir as posições dos rebeldes.

Nos últimos dias, as duas forças intensificaram os combates nas montanhas, a sudoeste de Tripoli, a capital.

Alguns bombardeamentos líbios desta semana atingiram território da Tunísia.

As duas partes lutam pelo controle da fronteira de Dehiba, fundamental para o aprovisionamento logístico dos rebeldes.

Os bombardeamento desta quinta-feira cairam nas imediações do reservatório que abastece de água, a população de Dehiba.

Quase ao mesmo tempo, reunia-se em Roma o Grupo de Contacto que decidiu criar um fundo financeiro, para apoio às populações.

Vai haver também dinheiro para apoio da luta dos rebeldes.

Hillary Clinton prometeu uma alteração legislativa, para que os fundos líbios congelados, nos Estados Unidos, possam ser deslocados para esses apoios.

O ministro dos Negócios Estrangeiros líbio já reagiu

“Todo o uso de recursos congelados é considerado um acto do pirataria, como os que acontecem no alto mar”,disse.