Última hora

Última hora

Mais protestos na Síria, sob forte vigilância

Em leitura:

Mais protestos na Síria, sob forte vigilância

Tamanho do texto Aa Aa

Protestos contra o regime de Bashar al-Assad enchem as ruas das principais cidades da Síria.

A proibição decretada pelo Ministério do Interior não foi respeitada e os jornalistas ocidentais falam de vários milhares de manifestantes.

As atenções tem estado mais concentradas na cidade de Homs, para onde o governo fez seguir unidades militares equipadas com tanques.

Trata-se de uma cidade industrial, situada a 160 quilómetros, a norte de Damasco, a capital

Parte destes efetivos do exército esteve, nas últimas semanas, na cidade de Deraa.

A partir de ontem, foram visíveis as movimentações militares, com o exército a antecipar-se aos manifestantes, ocupando posições nas cidades de Homs, Rastan e Banias.

Também os arredores de Dasmasco estão a ser patrulados, pelo exército.

Os serviços de segurança interna tentaram desmobilizar os manifestantes. Em todas estas cidades, carros com alti-falantes, passearam pelas ruas, aconselhando as pessoas a manterem-se em casa, “para não serem presas ou feridas”.

Um apelo que não encontrou muito receptividade, em Deraa.

A população voltou a manifestar-se esta sexta-feira, pedindo a saída de Bashar al-Assad.