Última hora

Última hora

Reino Unido: Liberais democratas sofrem forte queda nas eleições locais

Em leitura:

Reino Unido: Liberais democratas sofrem forte queda nas eleições locais

Tamanho do texto Aa Aa

As eleições locais de ontem na Grã- Bretanha sancionaram sobretudo os liberais democratas da coligação governamental.

O partido de Nick Cleg foi o mais penalizado pela política de austeridade que o governo tem vindo a implementar.

Nick Cleg reconheceu o desaire:

“Na política, como na vida, umas vezes ganha-se outras vezes perde-se e nós levámos um grande rombo na noite passada, e precisamos de tirar ensinamentos daquilo que as pessoas nos disseram durante a campanha”.

Alguns analistas temiam que este resultado fizesse abanar a coligação entre liberais e conservadores, mas o primeiro-ministro, David Cameron, apressou-se a tranquilizar os cidadãos:

“Comprometi-me a fazer funcionar este governo de coligação, que acredito que é bom para a Grã-Bretanha durante os cinco anos do mandato e acredito que a coligação e os seus pareceiros vão ter um bom julgamento e presto a minha homenagem ao trabalho que os liberais democratas fizeram.

Ainda assim, os dois campos não evitam acusações de responsabilidade nos resultados eleitorais.

Para os trabalhistas a jornada eleitoral foi mista: mantiveram o apoio que lhes é tradicional a nível local, mas foram fortemente derrotados na Escócia, onde tinham o eleitorado mais fiel.

Numa escrutínio que elegia também os parlamentos da Escócia, da Irlanda e do País de Gales, os escoceses deram a maioria ao Partido Nacionalista, que prometeu na campanha um referendo sobre a independência nos próximos cinco anos.