Última hora

Última hora

Forças de segurança sírias matam três mulheres em Banias

Em leitura:

Forças de segurança sírias matam três mulheres em Banias

Tamanho do texto Aa Aa

Nova ofensiva do exército sírio contra opositores ao regime de Bachar al-Assad. Durante a noite, unidades do exército apoiadas por tanques entraram na cidade costeira de Banias e tomaram posição em três bairros sunitas.
 
Três mulheres que protestavam para pedir a libertação de prisioneiros foram abatidas por membros das forças de segurança, de acordo com militantes de defesa dos direitos humanos.
 
Em Homs, importante cidade industrial, 160 quilómetros a norte de Damasco, o exército continua a reforçar a sua presença.
 
Esta sexta-feira pelo menos 16 manifestantes foram mortos. As organizações de defesa dos diretos humanos denunciam a presença de atiradores furtivos que disparam de forma arbitrária.
 
De acordo com membros da oposição ao regime sírio, as forças de segurança começaram a disparar contra os manifestantes à chegada a Bab Dreid no centro da cidade.
 
80 quilómetros mais a norte, em Hama, seis manifestantes foram mortos pela polícia. Nesta cidade, 20 mil pessoas morreram em 1982, quando o então presidente sírio Hafez al-Assad reprimiu um levantamento organizado contra o seu regime.
 
Desde o início das manifestações na Síria já morreram 580 civis e 100 membros das forças de segurança, de acordo com um balanço divulgado por grupos dos direitos humanos.