Última hora

Última hora

Bin Laden sem internet mas com Coca-Cola

Em leitura:

Bin Laden sem internet mas com Coca-Cola

Tamanho do texto Aa Aa

Bin Laden, um homem como os outros. O Pentágono divulgou, no sábado, cinco vídeos encontrados na casa onde vivia o ex-líder da Al-Qaeda. Para os analistas, o objetivo é desmistificar a imagem do terrorista mais procurado do mundo e reduzi-la a um velho enrolado num cobertor que pintava a barba quando gravava mensagens para o exterior.
 
“Penso que é uma tentativa dos responsáveis norte-americanos de uma humilhação póstuma. Mataram-no para que não fosse uma ameaça direta. Agora há um esforço para reduzir o seu legado e desmistificar a sua personalidade. O objetivo é lembrar Bin Laden não como um líder terrorista mas como um velho frágil que tingia a barba por vaidade”, comenta o jornalista Robert Moore.
 
A casa onde Bin Laden vivia desde 2005 converteu-se no local mais fotografado do Paquistão. Confinado àquele espaço, sem internet nem telefone, o homem mais procurado do mundo enviava os vídeos para o exterior através de um mensageiro.
 
Outro homem de confiança era o irmão do mensageiro, que estaria encarregue das compras domésticas, sobretudo de ovelhas e de Coca-Cola. 
 
Os vídeos foram encontrados no meio do material informático retirado do complexo de Abbottabad. Mostram que Bin Laden era um líder ativo da Al-Qaeda mais do que uma mera figura simbólica.