Última hora

Última hora

Berlusconi: "Magistratura é o cancro da democracia"

Em leitura:

Berlusconi: "Magistratura é o cancro da democracia"

Tamanho do texto Aa Aa

Silvio Berlusconi compareceu, de novo, esta manhã, no Tribunal de Milão, no âmbito de mais um processo em que é acusado de corrupção de testemunha.

Para não fugir à regra, o primeiro-ministro italiano voltou a atacar a magistratura, classificando-a como “o cancro da democracia”, e acusou os juizes de “tentativas reiteradas de subversão”.

Em declarações aos jornalistas afirmou que o seu partido pediu uma comissão parlamentar de inquérito para verificar “se no interior da magistratura existe uma associação com fins criminais e objetivos subversivos”.

As declarações surgem em plena jornada de homenagem às vítimas do terrorismo, entre as quais se contam, em Itália, muitos juizes.

O processo que o trouxe ao tribunal desta vez está relacionado com a corrupção do advogado Mills a troco de um falso testemunho. Berlusconi diz que a acusação “paradoxal, incrível e surrealista” e nega ter conhecido um advogado de nome Mills.

Como sempre que o chefe do governo comparece no tribunal de Milão, também desta vez houve uma manifestação contra e outra a favor.