Última hora

Última hora

Cairo: Manifestação contra violência sectária

Em leitura:

Cairo: Manifestação contra violência sectária

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de um milhar de egípcios, na sua maioria cristãos coptas, manifestaram-se na tarde de segunda-feira no centro do Cairo.

O protesto visou uma série de confrontos sectários que no sábado resultaram na morte de pelo menos 12 pessoas.

Amr Moussa, Secretário-geral da Liga Árabe, classificou a situação de crítica e está a envidar todos os esforços para que problema seja ultrapassado.

“Trata-se de uma situação muito crítica, que visa destruir ou ferir a sociedade e acabar com o Egito.

Peço ao Alto Conselho Militar e ao governo egípcio para organizar uma conferência que reúna cientistas da universidade de Al Azhar, pensadores egípcios e todos que acham que podem ajudar nesta situação crítica”, disse Amr Moussa.

Os cristãos lançaram um apelo às autoridades militares que governam o país desde a queda do ex-presidente Hosni Mubarak, para que tomem medidas para evitar a violência sectária.

A polícia egípcia anunciou esta segunda-feira a detenção de 23 indivíduos acusados de incitar ou participar nos motins de sábado.