Última hora

Última hora

Egito: Igrejas sob vigilância militar

Em leitura:

Egito: Igrejas sob vigilância militar

Tamanho do texto Aa Aa

Os militares vigiam, esta segunda-feira, as igrejas dos subúrbios do Cairo, onde durante o fim de semana se registaram violentos confrontos.

Ao mesmo tempo, as autoridades prometem aplicar com firmeza as leis que criminalizam os ataques contra os locais de culto.

190 pessoas foram detidas e serão presentes aos tribunais militares, na sequência dos confrontos que fizeram 12 mortos e 220 feridos, no sábado, no bairro de Imbaba.

Os confrontos ocorreram junto de uma igreja que foi atacada por muçulmanos que acreditavam que uma mulher cristã copta que queria converter-se ao Islão estava retida no interior do templo.

No mesmo bairro, uma outra igreja tinha já sido incendiada.

Há vários meses que o Egito conhece um aumento da tensão religiosa, alimentada por polémicas em torno de histórias de mulheres cristãs, impedidas de se converterem ao Islão. Um inquérito público está em curso.